sexta-feira, 29 de agosto de 2014

E eu acho que nunca as madrugadas foram tão casa pra mim do que nessa minha fase. O silêncio, ocasionalmente uma tosse ou choro de bebês aqui em casa, mas nada grave como a confusão e caos das horas em que o sol banha a retina dos olhos. Consigo ouvir meus pensamentos. Consigo caminhar, assistir seriado, estudar, ler, me mover dentro de casa sem ser interrompida nenhuma vez, chegar ao lugar que eu ia fazer alguma coisa e fazer tal coisa sem ter que voltar ao lugar onde eu estava para lembrar o que era essa tal coisa porque mil coisas acontecem no meio do caminho. Comer doce sem ter que dividir, nem dar bronca. Respirar fundo sem ter que justificar. Não há tempo melhor do que a madrugada nessa fase "de volta para casa". Quando o sono e os compromissos permitem. O "fazer nada" e o "fazer algo" é mais prazeroso. Existem partes da solidão que me apavoram, sim. Mas essa.. doce gosto tem pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário