sábado, 29 de março de 2014

Sobre o ontem e o hoje e talvez depois..

Quanto tempo você (e eu) ficamos sem abraçar, com gosto, alguém?

Qual o tamanho da necessidade, da tempestade que se faz por dentro, para haver esse pedido de um abraço?

Qual a distância do abraço que criamos e desenvolvemos durante a vida e por quê?

------------------------------------------//---------------------------------------------------


Não perca tempo nem dinheiro comprando coisas que não vai usar, que vão estragar antes mesmo de você usar, gaste com viagens, vá ver as pessoas distantes, as pessoas que há tempos não vê e que você ama. Deixar para depois pode ser tarde. Aproveite! De verdade! Ame como se não houvesse amanhã, porque como dizia a música: na verdade não há.

Tem pessoas que conviveram tão pouco com a gente mas fizeram uma diferença e deixaram uma marca linda em nós, de um jeito que é inesquecível, e quando a gente perde é só saudade. A vida é feita de ciclos, alguns vão, outros ficam. Quando é a gente que fica, eles deixam uma caixinha cheia de lembranças pra chorarmos e guardar ali toda a saudade. Mas ela nunca fica só ali.



Nenhum comentário:

Postar um comentário