quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Para a vida ser mais doce

Com lágrima nos olhos enfrento os finais.

Os finais de ciclo, os finais de dias, o final de algo que se perdeu pra sempre e não adianta, porque não volta.

A memória é assim, a história é assim. Assim se faz história. Também.
Dá para se fazer história guardando.. Anotando. Com registros.


Via os registros podemos provar. Aprovar, reprovar. Improvisar, inventar, aperfeiçoar..

Via a vida podemos nos rever. Nos revisar!

As lágrimas correm porque não deixar ir e ver ir porque era preciso de alguma forma, dói.

Mas o que mais dói é a solidão sentida por falta de compreensão e olhares fraternos. Ou com o mínimo de cuidado e consideração.

A vida nos faz fortes para que as lágrimas nos tire o sal de dentro para a vida ser mais doce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário