sexta-feira, 10 de maio de 2013

5h30

Quando o despertar é abrupto.

Quando a madrugada ainda acontece lá fora e dentro... dentro é só despertar.. um eterno despertar...
de um sonho? em um sonho.

O sonho da vida e os mistérios simbólicos que a cada despertar lhe coloca, cara a cara, com o que você raramente enxerga com os olhos do rosto material..
Sim, acredito em olhares alternativos.

Existem os olhos do coração, do resto do corpo... o da intuição, o olho da meditação.. São sensações, são intraduzíveis, é pessoal, é pessoal....

O tema morte tem sido recorrente. Achava que eram meus amigos, mas os amigos estão em mim.. o imã sou eu também. O magnetismo não se faz sozinho.

Quando o pesadelo se faz traduzível.. só pela descrição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário