quinta-feira, 23 de maio de 2013

Ah, dindi...

"Se tu soubesse... como machuca.. não amaria mais ninguém"




mas ela não sabia, nunca quis saber..
continuou a amar para além..
e foi feliz mesmo com as famosas dores de amores-gris...

terça-feira, 21 de maio de 2013

outrora

foto: vanessa komatsu

em degradê se refaz
nos braços de palavras amigas
de um amigo distante
em quem o coração nunca deixa de estar

nos pixels de si mesma 
redesenha com a câmera
os ângulos de si
percorrendo suas próprias cores

retrabalha a descoberta
de pesquisar com o que se tem
os recursos que indefinidos
se resultam no que dela vem

dezesseis em um
com a câmera sem convenção
pega coisas sem intenção
não anseia pelo que vem


domingo, 19 de maio de 2013

my wish



Eu quero ser pra você uma beleza que não gasta.
nem desbota

FRIENDSHIP

Amizade é uma coisa intrigante..
Quem a gente encontra há menos de um ano e já se tornou o que muita gente (que você conhece, as vezes, a vida inteira) nunca foi pra você.

Pessoas que ficamos mais de uma década sem se ver, sem ter contato algum, nem saber se está vivo, onde mora, nem nada. Reencontrar mesmo que ainda só pelas redes sociais para conversar e matar algumas saudades, se sentir a nostalgia de relembrar as travessuras de antes.. E ver que ainda existem coisas que os ligam de forma ainda pura.

Pureza aqui não de ser algo não ruim, de ser algo esterilizado, mas pela forte sensação de algo que é puro em sua essência. Algo forte. Algo que não perdeu a essência. Que a relação pode então se remoldurar.

Molduras bonitas não melhoram quadros feios, é o que dizem, e é o que acontece com as amizades, quando elas funcionam funcionam, não há moldura, rótulos, títulos que se dê que faça algo que não mais funciona, funcionar.

Aquelas que você sempre manteve contato mesmo que só no aniversário, na formatura da faculdade, para contar algo que realizou e gostaria de dividir porque é uma conquista grande. Essas são ainda mais caras! Essas que a ausência não diminui carinhos e nem cuidados.

Aqueles amores que se transformaram em amizades. A intimidade que se tem. A proximidade que se deve evitar, a saudade de algumas coisas que não voltam mais, a vontade de viver algumas coisas de novo se já não se tivesse vivido tudo.

Amizades virtuais que mesmo distantes materialmente, mesmo nunca tendo se encontrado fisicamente, em sonhos, em conselhos, em desabafos, em apoio e telefonemas a coisa aconteceu, muito mais forte que muita presença física de muita gente por perto que não se tem confiança alguma para se colocar certas intimidades.

Amizades são grandes tesouros, escondidos de forma bem escancarada dentro de nós em potinhos brilhantes de alegria e empolgação por ter e manter certas amizades e nutrir certos sentimentos!

Cultivar é sempre a certeza de uma boa colheita!
Selecionar os frutos é sempre uma boa dica.. As sementes sempre brotam, se não brotam, viram adubo.



sábado, 18 de maio de 2013

PROSAICO

palavra que é um misto de prosa com mosaico..

parece sem graça comparada a poesia...

e como tudo depende do contexto que se está inserido..
uma boa prosa as vezes é melhor que muita poesia
e pouca poesia as vezes é melhor que muita prosa

experimentar é sempre muito bom
degustar de tudo um pouco..

definir aqui não cabe.
virou mosaico de prosa e poesia.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Merlando rimas

Foto: google imagens


A voz da voz baderneira
Da santa mãe mamadeira
que nos mima e nos balança
nos acalma e nos abraça

queira ser menos fossa
para ser mais brasileira
menina essa que embalsa
na cantiga bem mineira

de família é bem amada
bem falada, bem tratada
de mundo é bem de vida
bem terrena, bem vivida

do divino a própria sina
de amar pelo que apita,
de calar quem te ensina
do amor que se capita...



quinta-feira, 16 de maio de 2013

Casa aberta

Estar aberta a mudanças é se dispor..
é se despir..

tirar o que te pesa e o que não serve mais..
deixar o vento, o tempo, o medo levar..
te levar aonde você sabe que deve ir, mas teme e por temer, não vai.

mas por existir o medo você identifica o lugar que deve ir..
não falo da morte física, de fazer coisas que prejudiquem o corpo
e sim dos enfrentamentos que libertam a alma..
e te expandem para longe de onde você jamais imaginou ser possível chegar..!

cada passo nesse caminho é um pisar num lugar diferente de olhos fechados..
você não conhece, e tem medo do que possa encontrar..
o chão firme talvez, depois o mole e talvez cair.. buracos?

existem sim as possibilidades.. mas.. e se tirar as vendas aos poucos para poder enxergar o caminho
e observar o tanto que se caminhou mesmo de mãos dadas com o medo.
vale a pena a caminhada. vale a pena!

deixe a casa aberta.. para transeuntes como a Novidade, o Diferente possam te transformar..
pode ser doloroso o processo, ou talvez só o começo dele, pois as vezes exige certos auto enfrentamentos, auto observações difíceis de se fazer.. orgulhinho pega nessas horas..

mas repito: vale a pena!

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Ah, Felicidade.. sua danada..

Quando a madrugada te traz uma mensagem de morte..
o significado durante o dia se faz mágico!

e o renascer de memórias, sensações, lembranças, amizades antigas..

acho que é uma das coisas mais gostosas da vida..
reencontrar pessoas queridas que há anos não se tem contato..

A surpresa da vida me deixa cada dia mais *&¨#$%@ FELIZ!

Obrigada, Vida!

E viva a concretude dos efeitos fênix nela..!

5h30

Quando o despertar é abrupto.

Quando a madrugada ainda acontece lá fora e dentro... dentro é só despertar.. um eterno despertar...
de um sonho? em um sonho.

O sonho da vida e os mistérios simbólicos que a cada despertar lhe coloca, cara a cara, com o que você raramente enxerga com os olhos do rosto material..
Sim, acredito em olhares alternativos.

Existem os olhos do coração, do resto do corpo... o da intuição, o olho da meditação.. São sensações, são intraduzíveis, é pessoal, é pessoal....

O tema morte tem sido recorrente. Achava que eram meus amigos, mas os amigos estão em mim.. o imã sou eu também. O magnetismo não se faz sozinho.

Quando o pesadelo se faz traduzível.. só pela descrição.

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Indecisa

Ela odiava a boa educação do mocinho..
Sempre quis mais direção nas falas dele, mais posicionamento, mais firmeza, mais enfrentamentos..

Passou um tempo... e...
Quando ele mudou..

Ela continuou detestando..
só que dessa vez.. os posicionamentos.. e a sua própria colocação..

Vai entender..

segunda-feira, 6 de maio de 2013

La vie

quando acho que acabaram as surpresas..
a vida me surpreende..
novamente.

novamente.
me inova a mente
algo novo..
assim... diferente..

inovando
a gente

inNature

Existem coisas que não precisam ser complicadas..

porém.. as vezes elas não tem outro jeito de ser..
é da natureza delas serem complicadas...

humanize-as.. complique-se também.
naturezar a vida, as vezes faz bem, muito bem

Am(úsica)or

Amor igual eu teu..
eu nunca mais

nunca mais..
nunca...

mais!

mais terei.


sábado, 4 de maio de 2013

dreaming..

O Sonho nela fala tão alto..
que ao tocar o interfone da casa dela..
já imaginava ser alguém muito especial, vindo de longe ou de perto...

pra visitá-la..

alguma surpresa gostosa e inesperada.. (ou até muito mais que esperada)




mas era só a pizza do vizinho com o interfone que não estava funcionando.. pedindo pra avisar que a pizza chegou..

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Paciente

essa palavra de duplo sentido


quando se é paciente de você mesmo.
quando se tem que ser paciente..
se auto-trabalhar.. a paciência..

ter paciência quando tudo está bem na sua vida é fácil..
quando as coisas começam a intervir no seu corpo, no seu humor.. 
aí que é a prova dos 20

pra ver se desenvolvemos mesmo essa tal de sra. Paciência.
quase uma entidade.. uma divindade a ser venerada e cultuada 
ainda mais na sociedade de hoje, onde é tão pouco ou mal praticada..

ser paciente é usar a palavra com os 2 sentidos ao mesmo tempo.


quinta-feira, 2 de maio de 2013

bruta flor

quando o coração comanda..

não são direito as emoções, mas elas são as reações de que algo não está no lugar certo
um sinal de alerta

-aqueles disparos que a luz vermelha acende e fica rodando num lugar escuro e o alarme gritando em 'béé béé béé-

a coisa é gritante
o alarme alcança o corpo
o corpo adoece

vamos dar ouvidos?
ou ignorar?

sabemos a causa..

vamos remediar o sintoma ou a raiz do problema para o problema se resolver?
cultivamos nossas próprias doenças..
somos fracos ou queremos ser fracos para ter desculpas de não nos auto-curar?
temos todas as ferramentas..

é a prova grande de saber se existe amor suficiente, mas dessa vez com a pessoa mais importante pra você mesmo...: você mesmo.