quinta-feira, 18 de outubro de 2012

When

Foto: Vanessa Komatsu


Quando as coisas menos importam é quando elas mais importam.
Importam dos outros os que nos carece.
Não a carência-doença, mas a carência saudável, a que não se deve perder nunca.
A sede do outro, a vontade de conhecer, de desvendar, de encantar, de cantar, de ser.
De ser junto ao outro, de poder, poder estar, simplesmente.

A liberdade as vezes é considerada espontaneidade de gestos, expressões.. palavras ditas, escritas, pensadas..

Quando estas não mais.
Nada mais.

Done