sexta-feira, 13 de abril de 2012

A menina da escada..



Ela então olhou para a foto do menino que gostara em outros tempos..
"Mas se nós nos gostávamos, por que não ficamos juntos?"

E continuo na escada, onde cantou, como em um refúgio, chorou e guardou-se.
Recordou de coisas que não podia mais caber naquele espaço pequeno das memórias.
Explodiu em cinzas onde outrora havia cores, simplificou, calada, as palavras já distantes.

Não podia pedir-lhe nada, nem saborear mais o amor de antes.
Queria poder esquecer ou simplesmente não lembrar, mas nada parecia assim tão simples..
Viver tornou-se difícil depois de ter se fundido à escada.
Levar a escada consigo para pensar parecia-lhe próprio, propício para seus momentos de solidão.

Longe do chão, gostava de assim caminhar, não importava dificuldades, superava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário