terça-feira, 20 de março de 2012

Quem dera..

tumblr alheio

Quem dera a caixa bastasse.
A caixa que fala não falasse tanto.
A caixa aqui não falasse em voz alta ressoando no crânio, as vezes, parecendo oco.

Uma voz alta de tristeza saudosa
De uma vontade contida
De uma despedida que não acontece nunca

De algo que não vai
Que não fica
Que não sai

Que não sabe
Que simplesmente, menos do que perderia, mais do que precisaria
Eis os desejos, os contidos, não foram guardados na caixa

por isso passeiam pela minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário