terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Convenções sociais

Eu não acredito nelas.
Não gosto nem um pouco de ignorar certas coisas para ter que vivê-las.
Detesto, pra dizer a verdade.

Pedir desculpas por coisas que eu não me arrependo de ter feito.
Dizer que foi errado quando achava que era o certo a se fazer.
Reaver coisas que são as que eu mais acredito verdadeiras
Em prol da velha e boa e falsa convivência entre pessoas pra não ser só, talvez.
Uma falsa, uma farsa de companhia inventada, acreditada, debitada, debilitada, doente.

Colorido Seco.

Tudo serve para se manter a ordem por fora, mas e por dentro?
O que realmente é, geralmente fica em segundo plano, raramente importa, porque, hoje, o que realmente importa são as aparências. Mas as pessoas se esquecem constantemente que as aparências enganam.

Corpo Opaco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário